Patrícia Abravanel é obrigada a participar de campanha contra LGBTfobia após condenação na justiça

1

Vídeo de conscientização, foi uma determinação da justiça, devido a comentários homofóbicos Patrícia Abravanel, no programa ‘Vem Pra Cá’

A emissora SBT, promoveu uma campanha contra LGBTfobiacom presença dos artistas do canal, entre eles Patrícia Abravanel, Chris Flores, Luiz Alano, Celso Portioli, Eliana e os demais funcionários, falando sobre a importância do respeito, afirmando que a “A família SBT quer evoluir”.

Leia Mais:

O vídeo conscientização, não foi uma iniciativa voluntária da emissora e sim, foi uma determinação da justiça, devido a comentários homofóbicos que Patrícia Abravanel, deferiu em umas das edições do programa matutino “Vem Pra Cá’. A ação movida pelo Governo de São Paulo e pela Secretaria da Justiça estadual por LGBTQIA+fobia, surgiu para evitar o pagamento de uma indenização milionária, criando a campanha institucional para conscientizar seus funcionários e o público sobre a importância da diversidade entre a população.

Na ocasião, a apresentadora se referiu a sigla como “LGDBTYH” e defendeu a intolerância contra essa população. “Assim como querem o respeito, acredito que eles têm que ser mais compreensivos com aqueles que hoje ainda não entendem direito, ou estão se abrindo para isso”, disse Patrícia Abravanel.

A campanha vai ficar no ar durante todo o mês de janeiro e no dia 29, comemorado o Dia Nacional da Visibilidade Trans, o jornal “SBT Brasil”, irá passar uma reportagem que irá abordar sobre a importância da inclusão dos transgêneros nas políticas públicas e privadas.

Assista:

Chris Flores diz ter pena da farsante conhecida como Grávida de Taubaté

Patricia Abravanel
Foto: Reprodução
A última segunda-feira (11), foi marcada por uma data “especial”, 10 anos da aparição de uma das maiores “fics” que esse país já presenciou, a Grávida de Taubaté. O “aniversário” da história que começou há 10 anos lá no programa Hoje em Dia da Record TV, não passou batido pelos internautas, que comemoraram a data prontamente através do Twitter.
Junto aos vídeos da história, a entrevista da jornalista Chris Flores voltou a repercutir onde ela afirmar ter dó da farsante Maria Verônica Aparecida.

“Eu fiquei com muita culpa. Porque eu fiquei com dó, fiquei com pena. Puxa, uma família que teve a vida virada do avesso. Não fui eu que causei, mas eu me senti culpada de ter participado disso de alguma maneira. [Pensei:] Meu Deus do céu, se eu tivesse forçado a barra para ela não entrar no ar’. Mas, independentemente de ser ali [na Record] ou não, já estava rolando, ia ser em outro lugar, em algum momento”, contou a jornalista.

 

1 Comment
  1. […] Patrícia Abravanel é obrigada a participar de campanha contra LGBTfobia após condenação na just… […]

Leave A Reply

Your email address will not be published.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. AcceptRead More

Privacy & Cookies Policy