Atriz da Globo é acusada de mentir para a Justiça e pode receber multa

0
205
Atriz da Globo é acusada de mentir para a Justiça e pode receber multa (Foto: Reprodução Internet)
Atriz da Globo é acusada de mentir para a Justiça e pode receber multa (Foto: Reprodução Internet)
Tempo de leitura: 3 minutos

Após propagar fake news sobre a esposa do ex presidente Lula, Regina Duarte está sendo acusada de mentir para a Justiça e pode ser punida

A atriz Regina Duarte, que atuou em dezenas de novelas pela Rede Globo e teve seu contrato com a emissora encerrado em 2020 após polêmicas e apoio a Bolsonaro, pode pagar multa valiosa na Justiça após ser acusada pelo ex presidente Lula de mentir nos tribunais em meio a ofensas à sua esposa, que faleceu em 2017.

Luiz Inácio Lula da Silva move na Justiça um processo contra Regina Duarte por propagação de fake news em uma publicação em apoio a Bolsonaro, feita em abril de 2020, na qual ela mentia sobre a fortuna de Marisa Letícia, a esposa de Lula. A publicação alegava que foram encontrados R$ 256 milhões na conta de Marisa, quando na verdade tinham apenas R$ 26 mil.

Em uma das audiências do processo, realizada em novembro, Regina Duarte teria mentido para a Justiça e dito que, assim que tomou conhecimento de que as informações eram fake news, teria apagado a publicação, o que na verdade não aconteceu e os advogados de Lula provaram isso.

Assuntos Relacionados

Agora Lula move um outro processo contra a ex atriz da Globo, alegando que ela agiu de má fé ao mentir para a Justiça e exige uma multa de 10% do valor total da causa, o que daria em torno de R$ 13 mil. O processo corre em segredo na Justiça, mas Regina Duarte se pronunciou e pediu desculpas à família de Lula.

Atriz pede perdão em publicação após receber sentença

(Foto: Reprodução Internet)
(Foto: Reprodução Internet)

Após a confusão com o ex presidente Lula, Regina Duarte fez uma nova publicação em seu Instagram alegando que uma sentença da Justiça a obrigou a se desculpar pela propagação da fake news e ofensas que disparou contra Marisa Letícia e toda sua família:

“No dia 11 de April de 2020, reproduzi no meu Instagram uma informação sobre o inventário do património da falecida D. Marisa Letícia Lula da Silva que apesar de ter sido obtida de fontes oficiais públicas e amplamente divulgada por meios de comunicação, veio posteriormente a revelar-se errada e eventualmente corrigida pelos órgãos judiciais relevantes. Assim que tomei conhecimento de que a informação partilhada estava incorreta, apaguei voluntária e prontamente a postagem do meu Instagram”, começou.

Nunca foi minha intenção divulgar uma inverdade ou propagar fake news. Infelizmente, neste caso, fui induzida a erro e quero por isso estender, pelo sucedido, um sincero pedido de desculpas à memória de D. Marisa Letícia e a sua familia. Quero também esclarecer que se me mantive em silêncio sobre este assunto durante o último ano, foi porque um processo judicial sobre a publicação estava decorrendo. Tive então que aguardar pela sentença que agora foi publicada e que partilharei em sua integralidade na próxima postagem”.

“Enquanto cidadã brasileira e acérrima defensora de um Estado democrático e plural,
considero a sentença do Juiz Manuel Eduardo Pedroso Barros paradigmática e exemplar no que remete à defesa da liberdade de expressão e também reveladora sobre o perigo das fake news em nossa sociedade. (…) Finalizo agora , reiterando os meus sinceros pedidos de desculpas a quem eventualmente eu possa ter ofendido”, escreveu na nota.

Confira a postagem:

Advertisement