“Não tenho medo de cara feia”

0

Em crítica a Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e a Jair Bolsonaro (sem partido), o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro (Podemos) afirmou, na manhã desta quinta-feira (25/11), não ter medo de cara feia.

A declaração foi dada em entrevista à jornalista Denise Mello, da Rádio Banda B, parceira do Metrópoles.

“Em relação aos extremos, aos políticos que habitam esses extremos, primeiro: a gente não tem medo de cara feia”, disparou o ex-ministro da Justiça, possível pré-candidato à Presidência da República em 2022 pelo Podemos.

“Precisamos ter premissas básicas que os extremos não podem oferecer, e uma delas é que quem rouba dinheiro público tem que ir para a cadeia”, prosseguiu Moro.

Um dos possíveis concorrentes ao Palácio do Planalto da chamada terceira via, Moro tem feito oposição ao atual presidente, Jair Bolsonaro, e ao ex-presidente Lula. Durante a entrevista, ele disse manter diálogo, no entanto, com possíveis outros candidatos, como os governadores de São Paulo, João Doria (PSDB), e do Rio Grande do Sul (PSDB), Eduardo Leite; o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE); e o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta (DEM-MS).

0

Nessa quarta-feira (24/11), Moro almoçou também com o governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo).

O Novo lançou o cientista político Felipe d’Avila como pré-candidato à presidência da República, mas o Metrópoles apurou que o partido pode abrir mão dele para apoiar Moro, por exemplo.

“Existem apoiadores desses extremos muitas vezes iludidos, porque foram enganados por mentiras, e, por outro lado, acabam se apegando a certas ilusões. […] O que nós vamos fazer é um projeto com base na verdade, com base nos fatos”, discursou Moro, na entrevista.

Leave A Reply

Your email address will not be published.